Os Dançarinos

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Letra e Música

No final de 2008, tive uma ideia para saciar minha vontade de escrever especialmente para a internet. O projeto consistia em 20 textos que trariam histórias, divagações e memórias afetivas escritas a partir de músicas que marcaram a minha vida (10 delas internacionais e outras 10 nacionais). E o legal é que você poderia ouvir a música em questão enquanto lia a crônica.

Comecei a fazer este trabalho - que intitulei 'Letra e Música' - no site da minha banda, mas, com a reformulação do mesmo, os textos que estavam lá acabaram saindo do ar. Assim, decidi republicá-los aqui.

Novos textos ainda estão por vir. Quero chegar aos vinte da ideia original. Conforme eles forem surgindo eu os publico. Um a cada mês, um a cada ano...  sei lá, não tenho pressa, mas um dia eu chego lá.

Enquanto isso, divirta-se... (clique no título para ler o post)

as temperadas

01 - A Música e Eu (Deep Purple - Child in Time)

02 - Separação (The Beatles - For no One)

03 - Comédia Romântica (Bread - Aubrey)

04 - A Tristeza é Azul (Leonard Cohen - A Thousand Kisses Deep)

05 - Imaginário (Led Zeppelin - Going to California)

06 - Ouro Verde (Neil Young - After the Gold Rush)

07 - Inocência (Smashing Pumpkins - 1979)

08 - A Profecia (Bob Dylan - Like a Rolling Stone)

09 - Natureza Humana (Pink Floyd - Dogs)

10 - Sobre as Mulheres (John Lennon - Woman)


as tropicais

01 - Dominus Illuminatio Mea (Raul Seixas - Gita)

02 - Libertas Quæ Sera Tamen (Lô Borges - Clube da Esquina nº2)

03 -

04 -

05 -

06 -

07 -

08 -

09 -

10 -

7 comentários:

  1. Eu tenho os olhos de Diadorim...

    "O calor do dia abrandava. Naqueles olhos e tanto de Diadorim, o verde mudava sempre, como a água de todos os rios em seus lugares ensombrados. Aquele verde, arenoso, mas tão moço, tinha muita velhice, muita velhice, querendo me contar coisas que a idéia da gente não dá para se entender - e acho que é por isso que a gente morre. De Diadorim ter vindo, e ficar esbarrado ali, esperando meu acordar e me vendo meu dormir, era engraçado, era para se dar a feliz risada. Não dei. Nem pude nem quis. Apanhei foi o silêncio dum sentimento, feito um decreto:
    - Que você em sua vida toda toda por diante, tem de ficar para mim, Riobaldo, pegado em mim, sempre!... - que era como se Diadorim estivesse dizendo."

    Guimarães Rosa

    ResponderExcluir
  2. Gostei daqui , do teu espaço poeta e musical !!!
    Muito interessante as crônicas , baseadas nas músicas ... parabéns !!!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. poxa eu sou doidinha pelos beatles, aqui em fortaleza tem um couver deles muito bom, a banda chama-se Rubber Soul, muito boa banda o/. é incrivel como os textos prendem a minha atenção.

    ps: eu tô dançando no teu blog tbm Oo? quase cai pra tras agora :) obrigada.

    ResponderExcluir
  4. à (com uma crase bem posta, que fique claro)

    ResponderExcluir
  5. Minha vida definitivamente tem trilha sonora, então dizer que adorei essas combinações é redundância pura, rsrs.
    Abraços moço ;)

    ResponderExcluir