Os Dançarinos

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Farewell




não sou a promessa de uma vida a dois

ora! não acredito em futuro

o futuro foge do agora
e não se existe nesse estado
quando passar o presente
o tempo será passado

ah! e se fui feito de lama
você é só minha costela

não sou o feliz passarinho
nunca soube fazer ninho

mas aprendi a voar ligeiro

viu? você nem me viu
quando pousei na janela

52 comentários:

  1. Agradecendo tamanha gentileza e carinho nas palavras deixadas. Estarei linkando algumas páginas bem especiais ainda hoje e certamente a sua estará entre elas.
    Sabe Gian, confesso que não entendo muito dessas coisas de feed e outras coisinhas mais.
    Se puder me ajudar, rsrs. Mesmo assim desculpa pelo pedido.
    Minhas folhas secas pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Muito bela a poesia amigo!

    as vezes me sinto como um passarinho também...voando livremente :D

    abraços!

    ResponderExcluir
  3. deus disse que fomos feito do pó, e que ao pó retornaremos. e agora? fodeu!
    o futuro não foge, ele tá lá na frente... sem trocadilhos, claro rsss

    muito bom!

    ResponderExcluir
  4. que belo!
    o passarinho que nao faz ninho...bjosss

    ResponderExcluir
  5. estive ausente , mas voltei e amei seu poema

    não sou o feliz passarinho
    nunca soube fazer ninho

    mas aprendi a voar ligeiro

    viu? você nem me viu
    quando pousei na janela

    é de uma doçura que me encantou..parabens..beijo..

    ResponderExcluir
  6. eles passam, eu passarinho. 'Quintana'

    pode pousar na minha janela.

    Beijo Gian!

    ResponderExcluir
  7. Olá Gian, tudo bem?

    Sobre seu comentario no Desmanche,


    Tb acho q "chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor." Boa lembrança dos Novos Baianos.
    Se vc viu alguém cuspindo no prato aqui, sugiro a releitura do post e de outros presentes no blog, como os do Arnaldo Baptista, do Zé Rodrix, e sobre os Revolucionarios brasileiros.
    Também achamos o Brasil genial. Inclusive o manifesto antropofágico citado por vc. O que você chama de "caos brasileiro", nos proporciona também desigualdades inexistentes na Suécia. Seria aquela velha lição: aprender com os erros.
    Se pra vc, o caos, justifica pessoas passando fome, crianças alvejadas por balas perdidas de policiais, superfaturamento de obras, sucateamento do ensino público (básico e supeior) e etc.
    Então tudo bem. O Brasil vai ensinar o que ao mundo?? Como uma pessoas devem morrer de fome? Como roubar verbas públicas??
    É, não acho muito agradável a idéia de continuarmos a viver em uma ordem escravocrata. Se vc gosta de escravos servindo ao rico até hj, sugiro que mude de pensamento.
    Creio que vc levou o texto para um lado que ele não aborda.
    Enfim. Apareça sempre! Abraços!!
    Laurindo. (membro do desmanche).

    ResponderExcluir
  8. Oi,

    Que lindo!

    Na verdade acho que somos feitos de asas.

    Beijos

    Cris

    Adorei te ver no meu blog.

    ResponderExcluir
  9. "Quem sabe faz a hora não espera acontecer"
    Insiste nessa janela, passarinhoo!!
    bjsss

    ResponderExcluir
  10. Quantas coisas em comum, Gian.
    Passarinhos ligeiros, música, e os paradoxos.

    Gostei demais do seu poema.
    "quando passar o presente
    o tempo será passado".

    Aproveito para dizer que A-DO-REI o texto anterior e sua abordagem sobre o tempo.
    A arte e a criatividade existem mesmo em outra dimensão. O artista não descansa nem dormindo.

    Obrigada pelas visitas no meu cantinho.
    beijo
    Rossana

    ResponderExcluir
  11. hahahaha, com certeza Gian. Te digo o mesmo com relação aos elogios que me fez.
    Gosto e respeito o que vc escreve.
    Já disse ao Laurindo que vc entra aqui sempre, e nos orgulhamos de ter visitantes como vc. Espero que continue voltando.
    Não vejo os suecos da mesma forma que vc, não acho que concordem em tudo e tal, mas deixa pra lá.
    Ainda tomaremos uma cerveja juntos se vc aceitar e nós pagamos.
    Só mais uma coisa: Vc tocava com o Legião Urbana?
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Gian,
    Obrigada pela visita...Bela e calorosa poesia.
    Carinho...Lúcia Amorim

    ResponderExcluir
  13. Enquanto te lia senti um cheiro suave de algo que me lembra a minha infância...Acho que a liberdade que perdi ao ficar adulta.

    Delicia de leitura.

    Um abraço querido.

    ResponderExcluir
  14. Também não me agradam as promessas de amor eterno (coisa que eu nem acredito que exista).

    Priorizar o presente é o que me apetece, além de ser mais honesto.

    * Eu sempre vejo o que pousa na minha janela...sempre. Rs

    Dois beijos, Gian. Ótimo final de semana.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  15. Também quero um relógio de bolas!

    ;)

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  16. e depois a gente vê que os planos chegam e vão embora tão rapidamente...

    ResponderExcluir
  17. Desejo um excelente domingo.
    Minhas folhas secas pra ti.

    ResponderExcluir
  18. poesia da melhor cêpa.Versos com ritmo intenso e de uma melodia capaz de nos envolver.Gian obrigado por seguir meu blog acroatico.Blogspot.com, sua presença nele só o qualifica. Aceite um abraço forte e amazônico deste faiscador de palavras.

    ResponderExcluir
  19. "quando passar o presente

    o tempo será passado"
    Meu comentário se resumiria nisso! :)

    ResponderExcluir
  20. algumas vezes, os olhos ficam cheios de ciscos. é preciso soprá-los.

    beijo.

    ResponderExcluir
  21. Obrigada, Gian!
    Verei o que consigo com esse tal de feed, rsrsrs! Apareça quando sentir vontade, pois ter os teus olhos sobre minhas letras será sempre um grande prazer.
    Com carinho.
    Simplesmente Outono.

    ResponderExcluir
  22. Salve !
    Navegando pela grande rede sem rumo com a intenção de divulgar o meu blog cheguei até você e gostei do que vi. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da telinha está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar um pouco mais de cuidado, mas em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em
    http://www.silnunesprof.blogspot.com
    Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura, da reflexão e enquanto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam. Pois o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos é o afeto e uma boa educação. Isso faz com que ela acredite na própria capacidade, seja feliz e tenha um preparo melhor para lidar com as dificuldades da vida. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
    VAMOS TODOS JUNTOS PELA EDUCAÇÃO, NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR !
    Se achar a minha proposta coerente, siga-me nessa luta por um mundo melhor. Peço que ao responder deixar sempre o link do blog, pois vez por outra o comentário entra com o link desabilitado ou como anônimo. Por causa disso fico sem ter como responder as pessoas.Os meus comentários também entram via e-mail, pois nem sempre a minha conexão me permite abrir as páginas: moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, creio que mais alto que as antenas, com isso a minha dificuldade de sinal do 3G. Espero queentenda quando não puder visitá-lo.
    Daqui onde estou, os únicos sons que escuto aqui é o dos pássaros, grilos, micos., caipora, saci pererê, a pisadeira, matintapereira ... e outras personagens que vivem pela mata.
    Por hoje fico por aqui, já escrevi demais. Espero nos tornarmos bons amigos.
    Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
    Saudações Florestais !
    Silvana Nunes.'.

    ResponderExcluir
  23. Salve !
    Estou por aqui dando uma espiada.
    Muito obrigada por sua visita e por palavras tão carinhosas para com o meu trabalho.Seus comentários sempre colorem o meu espaço e enchem o meu coração de alegria.
    Volte mais vezes, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... terá sempre uma história para contar.
    Saudações florestais
    http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Tudo que respira,
    aspira. Aspirações. Futuro. Par.
    Pássaros só continuam, aos pares.
    Somos todos ansiosos por um ninho.

    Bem quentinho.

    ResponderExcluir
  25. somos todos pássaros
    bebemos da mesma água
    vindas da mesma fonte

    gostei demais da tua poesia, gian!

    abraço.

    ResponderExcluir
  26. Gian, ao ler tuas palavras lembrei-me de um trecho que postei há algum tempo:
    "...fragmentos em ferrugem tornam-se cicatrizes
    alma forjada em rota racionalidade
    feito fumaça alucinante se dissipa
    quando o ritmo do trem da realidade
    desmascara impiedosamente minha real fragilidade."

    Somos livres e frágeis. A gratuidade conquista...

    Um grande abraço e volte sempre!

    ResponderExcluir
  27. Avise o passarinho para tomar cuidado com as gaiolas que nos aprisionam...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  28. Livre o passarinho segue...
    Quanto a isso não há quem negue,
    e em seu voo sem direção , nem limites
    ele vive pousando em sonhos que nem sequer existem...
    Amei teu blog e teus poemas então...Sem palavras!
    Bjos no coração!

    ResponderExcluir
  29. Seja bem vindo Gian e fique a vontade!
    Bjs e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  30. Escrevendo neste exato momento ouvindo Lucky - Jason Mraz.
    Confesso que a tradução não caberia à minha pessoa neste momento justamente por não estar amando desta forma, que dirá meu melhor amigo, rsrsrs!
    Com carinho.
    O mesmo Outono de sempre.
    Ps.: Ótima semana, moço! É sempre um grande prazer estar por aqui.

    ResponderExcluir
  31. "nunca soube fazer ninho
    mas aprendi a voar ligeiro"
    Bela poesia/ Bela Imagem

    Gostei muito/ tomei a liberdade, postei no Twitter.Espero que não se incomode.

    sueliaduan twitter

    ResponderExcluir
  32. Era você o passarinho que recitava Quintana na janela? rsrsrsrs...

    Um beijo

    ResponderExcluir
  33. Mas os passarinhos sempre voltam para quem sabe cultivar um jardim...

    ResponderExcluir
  34. Salve, Gian,
    olha só que coisa, até o mundo virtual é pequeno...
    Te achei por aí, bem longe, e há tanto tempo, lá do Paissandu.
    Adorei seu blog. Até já estou seguindo.
    bjs

    ResponderExcluir
  35. passando para te desejar uma ótima noite.. beijos

    ResponderExcluir
  36. Passando para desejar uma excelente quinta-feira.
    Tentarei postar algo ainda hoje já que minhas provas na faculdade começam amanhã.
    Não gosto quando preciso me afastar do blog, porém não há como fugir disso.
    Com carinho deste Outono.

    ResponderExcluir
  37. Oi, Gian!

    Fiquei imensamente feliz com sua visita no ensaios. Obrigada pelo carinho. Espero que tenha gostado e que volte. De todas as maneiras, deixo aqui o convite.

    Como sei que voas ligeiro... Ficarei atenta para ver seu pouso em minha janela. Lindo poema, Gian!

    Abraço

    ResponderExcluir
  38. Nossa, que bonito!

    Às vezes não vemos quem pousa na nossa janela, como também não somos vistos em algumas outras vezes.

    Uau... sou curiosa kkk ... tu trabalhou com esse povo todo do rock?! *___*

    Beijo! =)

    ResponderExcluir
  39. Consegui postar hoje de madrugada em meio à correria das provas. Confesso que não gosto quando sou praticamente obrigada a me afastar do blog, porém não há como fugir disso neste momento. Motivo: além das provas na faculdade existem alguns probleminhas particulares. Espero resolvê-los o quanto antes e da melhor maneira possível. Prometo que tentarei arrumar um jeitinho de postar com a mesma freqüência já que não consigo ficar longe das letras. Algumas pessoas possuem meu e-mail podendo ficar totalmente à vontade em realizar contato. Tentarei respondê-los tão logo os receba.
    Com carinho e o devido respeito deste Outono.

    ResponderExcluir
  40. - Passado, Presente Futuro.. Incertezas..
    Mas.. se pousar minha janela.. recebo-te..

    Beiijo'

    ResponderExcluir
  41. Eu gosto mais do passado. Relembrar é emocionante.

    ResponderExcluir
  42. Fabra,

    prefiro você na poesia, nos dedilhos do verso
    matreiro, no outeiro das prosas humanas...

    Continuemos, meu amigo.

    ResponderExcluir
  43. BOM TARDE.
    Antes de mais nada estou aqui para agradecer a visita e seu comentário tão significativo para mim. Eu ando um pouco ausente, minha conexão anda péssima, lentíssima - perco muito tempo para abrir os blogs, os mais carregados eu até desisto. Como já havia dito, eu moro dentro de um pedacinho da mata Atlãntica e o sinal aqui é muito dificultoso. Além do mais, com toda essa chuva que tem caído tenho mantido o meu computador desligado por conta dos raios, já queimei uma televisão por causa disso, aqui não tem pára-raios ( agora vê, acostumada com cidade grande, achei que no mato poderia existir um pára-raio - só eu mesma). Espero que compreenda as diversas limitações de quem escolheu viver no mato.
    Hoje eu trago uma história bem legal, por um acaso sabe onde fica a tal casa-da-mãe-joana? Então vá até lá conferir.
    A medida do possível vou colocando as histórias, com a lentidão de sempre.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... agradece mais uma vez a sua visita esperando que volte sempre.
    BOM DOMINGO.
    Saudações Florestais !
    http://www.silnunesprof.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. Grande sucesso seu blog...rsrs
    Adorei este poema...
    "...Se eu fui feito de lama
    você é apenas minha costela..."
    Muito bom...adoro vc, muito sucesso!

    ResponderExcluir
  45. 10 dias sem post novo! Tá tudo bem por aí?? bjsss

    ResponderExcluir
  46. Boa noite poeta,
    Conheci seu Blog no Blog do Valter Poeta.
    Amei o seu cantinho...
    Fico feliz demais ao ver sua obra literária...
    A Blogsfera só tem a ganhar com sua presença
    e escritos dignos do grande poeta que vc é, de fato.
    Aproveitei e me alimentei de uma farta porção de sua inspiração...
    Hoje vim te ler, e compartilhar com você um presente:
    Sou a poetisa da semana no Blog do VALTER POETA e
    é claro, gostaria que lesse, e caso queira, opine.
    É sempre pra mim um prazer e uma honra saber sua concepção,
    sua opinião, seu parecer.

    Te espero...

    http://valterpoeta.blogspot.com


    Beijinhos...

    Glória

    ResponderExcluir
  47. Que habilidade você tem com as palavras...

    ResponderExcluir
  48. Ah, estava distraída quando pousastes...
    agora, fico sempre atenta, olhando para a janela, na esperança de que voltes e pouses novamente...

    beijo, viu?

    Gil

    ResponderExcluir
  49. Feliz Ano Novo

    E que teu coração provoque um tsuname
    de belas canções nesse mundo de Deus.

    Valeu!
    Isaías
    rodolforios

    ResponderExcluir
  50. Então, não sei se é fácil ser homem, sempre com alguma mulher achando que ele é a salvação da vida dela, amor eternio, ninhos, passarinhos....

    ResponderExcluir